PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Brasil receberá 2 milhões de doses da vacina de Oxford nos próximos dias. Início da vacinação deverá ser anunciado nesta segunda-feira (4)

Na noite deste sábado (2), a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou um pedido feito pela Fiocruz para a importação de 2 milhões de doses da vacina contra o coronavírus (Covid-19), produzida pela Universidade de Oxford em parceria com o laboratório AstraZeneca.

As principais vantagens da vacina da Oxford sobre as outras, é que ela é mais barata e mais fácil de ser armazenada, o que facilita a distribuição. O imunizante também não precisa ficar guardado a -70ºC e pode ser mantido em temperaturas normais de refrigeração de 2ºC a 8ºC, diferente da vacina da Pfizer/BioNTech.

O pedido da Fiocruz prevê que as doses da vacina cheguem ao Brasil nos próximos dias. Essa importação é considerada ‘excepcional’, já que o imunizante ainda não recebeu registro pela Anvisa ou autorização para uso emergencial no país.

De acordo com a Anvisa, a aprovação do pedido aconteceu no dia 31 de dezembro de 2020. Foi neste mesmo dia o pedido foi protocolado pela Fiocruz, que é a instituição responsável pela produção da vacina no Brasil. Além disso, a Anvisa informou que, pela importação ser de uma vacina que ainda não foi aprovada no país, a entrada do lote no Brasil deverá seguir algumas condições.

A agência disse que, o principal é que as vacinas importadas fiquem sob guarda específica da Fiocruz até que a Anvisa autorize seu uso. Nesta sexta-feira (2), o órgão regulador afirmou que finalizou a análise dos documentos apresentados pela AstraZeneca sobre a vacina. Ou seja, na prática, a agência está “em dia” com os dados apresentados até o momento.

Eficácia da vacina

De acordo com um estudo publicado na revista “Lancet” em dezembro, essa vacina tem a eficácia que variou entre 62% e 90%. Esse resultado depende da dosagem aplicada.

Início da vacinação

Na manhã deste domingo (3), o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, confidenciou que o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, vai divulgar as datas da vacinação contra a covid-19 nesta segunda-feira (4)

“Amanhã, o ministro Pazuello vai anunciar as datas do plano. Já ouvi inclusive a especulação de que seria dia 20 de janeiro. Seria uma bela homenagem ao Dia de São Sebastião, nosso padroeiro (Rio de Janeiro)”, afirmou Paes