PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

“Não tenhais medo”, por Padre Claudio Taciano

PUBLICIDADE

O medo é uma sensação comum e presente em cada um de nós. É uma emoção normal e saudável, pois através dela nos afastamos de situações potencialmente perigosas. Há uma máxima que diz: “de valente e corajoso o cemitério está cheio.” O medo pode ser um aliado ou um vilão. Mas em tempo de pandemia, a tendência é que se torne um vilão.

A guerra biológica foi deflagrada, estamos tentando nos proteger de microrganismos vivos, que ao entrarem em nosso organismo podem ocasionar o nosso óbito. Além destes microrganismos (COVID-19) terem causado, em pouco mais de um ano, a morte de mais de 2 milhões de pessoas no mundo, temos ainda uma outra enfermidade que tem também provocado sofrimento e morte de uma multidão de pessoas, isto é, o câncer. Segundo dados do Inca (instituto nacional do câncer), o câncer mata por ano mais de 7 milhões de pessoas no mundo e mais de 200 mil pessoas no Brasil. Logo são números expressivos que sugerem uma guerra. Olha que só citamos duas enfermidades, poderíamos citar outras dezenas.

Tudo isso para dizer que neste ambiente de dor, sofrimento e morte, o medo pode se avolumar e multiplicar os nossos sofrimentos e os nossos problemas. Causando assim, fobias, tristezas, angústias, desânimo, ira e outras coisas mais.

Ter coragem não é nem nunca foi, falar o que dar na cabeça, ofender quem pensa diferente. Nem esbravejar e julgar em nome da ciência, da filosofia ou da religião. Mas manter a serenidade em tempo de exaltação, manter a sensatez em tempo de estupidez. As dificuldades do tempo presente exigem de nós: sabedoria, serenidade e determinação. Para tanto, não alimente seus medos, mas suas convicções, nem sua ira mas a sua intuição.

Em você reside a centelha do universo, a centelha do Criador. O que você busca fora, está dentro de você. Se você buscar problema e alimentar problema dentro de si. Você terá problema. Se você buscar a verdade e a solução dentro de si, você será a solução! Tenha coragem para amar e não para odiar, coragem para perdoar e não para ressentir, coragem para viver e persistir, e não para morrer e desistir. Mas se em último caso, estiver com muito medo, avance e persista com medo mesmo. O medo não cresce em terra que é constantemente movimentada. Forte abraço. Deus vos abençoe!

(Esse texto não reflete, necessariamente, a opinião do HojeDiário.com)

1 comentário em ““Não tenhais medo”, por Padre Claudio Taciano”

Deixe um comentário