Foto: Reprodução/Getty Images Pro

Perto do coração… Assim diz o ditado. Quando se fala em meio ambiente, mais verdadeiro ainda.

Leonardo da Vinci dizia que os olhos são as janelas da alma; e o coração, para os gregos, era órgão onde a memória e os sentimentos eram guardados. É por isso que falamos: conhecer de cor: conhecer com o coração!!!

Por falar em coração, memória e janelas da alma, vamos pensar no meio ambiente e no nosso papel na sua: conservação e preservação. Vamos por partes…

Em primeiro lugar vamos falar sobre preservação: Preservar é o ato ou o processo de manter a existência de alguma coisa, manter contra danos, deterioração ou decomposição. Conservar é manter em segurança, proteger.

Conservação e preservação estão intimamente ligadas e podem, de fato, parecer ter o mesmo significado. Ambos os termos envolvem um certo grau de proteção, mas como essa proteção é realizada é a principal diferença, segundo alguns autores.

A conservação está geralmente associada à proteção dos recursos naturais, enquanto a preservação está associada à proteção de edifícios, objetos e paisagens. Simplificando, a conservação busca o uso adequado da natureza, enquanto a preservação busca a proteção da natureza como um todo.

Durante o movimento ambientalista do início do século 20, surgiram duas linhas de pensamento opostas: conservacionistas e preservacionistas.

Conservação normalmente se refere a tentativas de tornar o relacionamento dos humanos com o meio ambiente sustentável, ao mesmo tempo em que extrai recursos naturais. Os conservacionistas normalmente apoiam medidas que reduzem o uso humano dos recursos naturais, mas apenas quando tais medidas forem benéficas para os humanos. Eles provavelmente apoiariam uma política de reembolso de impostos para pessoas que instalassem painéis solares em suas casas, mas não uma que proibisse a construção de estradas em parques nacionais. Conservação também pode se referir às escolhas que as pessoas fazem todos os dias para consumir menos, como tomar banhos mais curtos ou instalar painéis solares.

A preservação normalmente se refere à reserva de áreas de terra que sejam livres de humanos, livres de marcas óbvias de influência humana, como estradas ou fogueiras, ou cujos únicos habitantes humanos sejam nativos. Como os conservacionistas, os preservacionistas provavelmente apoiariam uma política que concedesse reembolso de impostos às pessoas que instalassem painéis solares em suas casas, mas também apoiariam uma política que proibisse a construção de estradas em um parque nacional.

Austin Smith afirma que: a cooperação é que precisa funcionar. Em suas ações, aqueles com intenções conservacionistas e intenções preservacionistas frequentemente defendem a necessidade de deixar a natureza em paz em certos lugares.

As razões dos conservacionistas podem ser: “os humanos administram mal e imaginam que não haverá recursos para as gerações futuras usarem”, enquanto as razões dos preservacionistas podem ser: “esta área deve existir livre do controle humano porque é boa para a natureza.”

Smith afirma que o trabalho conjunto é de extrema importância! Cada um de nós precisa pensar como cuidar da natureza e como pressionar os diferentes setores da sociedade para nos ajudar na preservação e na conservação do que ainda nos resta.

(Esse texto não reflete, necessariamente, a opinião do HojeDiário.com)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui