Foto: Pixabay

Prezados seres humanos:

Sempre tive vontade de mandar uma mensagem para vocês, agora que apareceu uma oportunidade, vou aproveitá-la para esclarecer alguns pontos que acho importantes.

Em primeiro lugar quero que vocês saibam que a minha espécie é a que mais se sacrifica por todos vocês, humanos. Vocês se alimentam da nossa carne, dos nossos órgãos internos, do leite, usam o nosso couro, nossos ossos, nos maltratam em touradas e rodeios e dizem que de nós tudo se aproveita. Mentira: vocês não aproveitam a nossa bondade, não nos agradecem o quanto somos úteis.

Usam o meu nome quando querem desclassificar uma mulher e a expressão carne de vaca para uma coisa banal! Não existe na humanidade nenhuma estátua em homenagem ao bem que fazemos a vocês. Só um povo na face do planeta dá a mim e aos meus irmãos a honra que merecemos: o povo hindu.

São 304 milhões de bovinos mortos por ano, são 834 mil por dia, quase 35 mil por hora, 579 por minuto. A Organização das Nações Unidas disse que quando o seu planeta chegar a 9 bilhões de pessoas e vocês continuarem a insistir na dieta com o bife, o hambúrguer e os churrascos, saborear queijos e iogurtes e usar roupas e sapatos de couro, terão de matar 72 bilhões de animais para se alimentar, sem contar os peixes.

Para que tudo isso seja possível há outras coisas que precisam ser pensadas: vocês necessitam de grandes espaços para nos aprisionar, muita comida para nos alimentar, lugares enormes para nos matar, esquartejar e conservar nossos pedaços que serão distribuídos no mercado. Um quarto das terras do mundo é usado para quase dois bilhões de meus irmãos e um terço das terras aráveis no mundo serve para o plantio de grãos para a nossa alimentação.

Segundo o site TAEQ, os Estados Unidos são os que consomem mais carne de modo geral, pois o consumo atinge 98,6 quilos por ano por pessoa, o Brasil está em sexto lugar nesse ranking, segundo a OCDE, com um consumo de 78,6 quilos per capita.

Em vários países, milhões de pessoas morrem por ano de doenças decorrentes da ingestão excessiva de carne vermelha e gorduras saturadas, na África, uma criança morre de fome por minuto e, lá, muitos passarão a vida sem nunca comer um pedaço de carne. Vocês são muito contraditórios!

Se vocês reduzirem de 25 a 50% o consumo atual de carnes, haverá uma redução de 40% dos gases de efeito estufa decorrentes do processamento de alimentos e uma diminuição de 40% do nitrogênio ativo – conclusão: o meio ambiente vai agradecer.

Comam menos carne! Há a campanha segunda sem carne: ela tem o objetivo de conscientizar as pessoas sobre tudo isso que eu já contei! Fique um dia na semana sem comer carne! Vai fazer bem para todos nós! Obrigada!

(Esse texto não reflete, necessariamente, a opinião do HojeDiário.com)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui