Foto: Arquivo Pessoal

O analista financeiro Allan da Costa Silva, de 27 anos, infartou após adotar uma rotina de beber cinco litros de energético aos finais de semana.
O caso ocorreu em 28 de dezembro, quando o jovem acordou com dores no peito e no braço em sua casa na cidade de São Paulo, e teve de ser encaminhado ao hospital.

Segundo o rapaz, foi constatado um infarto no miocárdio. Ele foi transferido para um hospital em Guarulhos, onde foi direto para a Unidade de Tratamento Intensivo (UTI).
No dia seguinte, Allan passou por um cateterismo, onde também foram notados diversos coágulos em seu coração. Os médicos disse que se tratava de uma trombose coronária. O cardiologista chegou a perguntar se o jovem usava cocaína, fato que ele prontamente negou.

Foi quando Allan contou sobre sua rotina de abuso de energéticos em mistura com bebidas alcoólicas, durante todos os finais de semana, nos últimos 11 anos.
“Ele [médico] me disse que os energéticos são o principal vilão, os maiores causadores de coágulos no coração. Me deu uma bronca e fez um alerta para que eu nunca mais os tomasse”, disse Allan Silva.

O caso ainda chegou a chocar os médicos, já que Allan nunca foi atendido no hospital apesar de manter o uso há tanto tempo. Segundo a cardiologista, Nicolle Queiroz, o enérgico é um perigo, pois pode causar arritmia, pressão arterial alta, além de casos de infarto. Ela também destacou que, para pessoas com predisposição a doenças cardiovasculares, o energético age como um “gatilho” para o desenvolvimento desses problemas.

Queiroz também explica que as substâncias que compõem os energéticos são altamente capazes de induzir o consumidor ao vício. “A cafeína por si só já é uma substância altamente viciante. Os energéticos liberam hormônios estimulantes ligados ao prazer, que com certeza podem ser viciantes”, alerta.

O jovem afirma que se arrepende da rotina que viveu por anos.
“Espero que tudo isso que aconteceu comigo sirva de lição, não só para mim, mas para vários outros jovens que bebem sem pensar no amanhã. Pela primeira vez eu pensei que não iria ver meu filho e minha esposa. Hoje ainda estou com pequenos coágulos em meu coração, mas eu creio que tomando os anticoagulantes eles vão sumir”
, disse Allan.

(Matéria com informações do portal Tribuna de Jundiaí)

Participe do canal “Clube Hoje Diário” no Telegram, é totalmente grátis

Temos um convite para todos vocês que acompanham o site HojeDiario.com, conheça o canal “Clube Hoje Diário” no Telegram.
Lá, vocês terão acesso a notícias fresquinhas, vagas de emprego, informações sobre concursos públicos, entretenimento e muito mais.
Ofereceremos sorteios, promoções e cupons de descontos especialmente para membros do canal.
Lembrando, para participar do canal Clube Hoje Diário, É TOTALMENTE DE GRAÇA.
Para participar, basta você ter Telegram e acessar o link https://t.me/clubehojediario

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui