“A lenda do futebol”, por Luci Bonini

PUBLICIDADE
    

Nesse momento em que a Copa do Mundo de 2022 está em desenvolvimento, passo aqui para relembrar a maior lenda do Futebol Brasileiro que nesse momento encontra-se hospitalizado, Edson Arantes do Nascimento.

Nascido em 23 de outubro de 1940, Pelé jogou como atacante ao longo de sua vida e foi o maior goleador de todos os tempos – 1279 gols em 1363 jogos. Ele estava entre as figuras esportivas mais populares e bem-sucedidas do século XX. Em 1999, foi nomeado Atleta do Século pelo Comitê Olímpico Internacional e foi incluído na lista da Time das 100 pessoas mais importantes do século XX. Em 2000, Pelé foi eleito o Jogador do Século, pela Federação Internacional de História e Estatística do Futebol.

Pelé começou a jogar pelo Santos aos 15 anos e pela Seleção brasileira aos 16. Conquistou três Copas do Mundo da FIFA: 1958, 1962 e 1970, sendo o único jogador a fazê-lo. Durante seus tempos de jogador, Pelé foi por um período o atleta mais bem pago do mundo. Em 2010, ele foi nomeado presidente honorário do New York Cosmos.

Os primeiros exemplos conhecidos de um jogo de equipe envolvendo uma bola, feita de pedra, ocorreram nas antigas culturas mesoamericanas há mais de 3.000 anos. Foi pelos astecas, era chamado de Tchatali, embora várias versões do jogo estivessem espalhadas por grandes regiões. Em algumas ocasiões rituais, a bola simbolizava o sol e o capitão do time perdedor era sacrificado aos deuses. Uma característica única das versões mesoamericanas de jogos de bola era uma bola quicando feita de borracha – nenhuma outra cultura primitiva tinha acesso à borracha.

Os jogos semelhantes ao futebol surgiram nas ruas de Londres no século XVII, durante algum tempo, futebol e rúgbi se confundiram. Voltaria a ser proibido em 1835, mas nessa fase o jogo já havia se estabelecido nas escolas públicas. Mas muito tempo se passou até que as características do futebol atual fossem colocadas em prática. Também houve muitas variações em relação ao tamanho da bola, ao número de jogadores e à duração da partida.

Uma tentativa de criar regras adequadas para o jogo foi feita em uma reunião em Cambridge em 1848, mas nada foi resolvido.

Em 1863 em Londres, ficou decidido que não era permitido carregar a bola com as mãos, padronizou-se o tamanho e o peso da bola, mas o número de jogadores em campo podia variar. Não se usavam ​​uniformes para distinguir a aparência das equipes.

Outra diferença importante nesta fase pode ser notada entre times ingleses e escoceses. Enquanto os times ingleses preferiam avançar com a bola de maneira mais rúgbi, os escoceses optaram por passar a bola entre seus jogadores. Seria a abordagem escocesa que logo se tornaria predominante.

No Brasil, é no começo do século XX que ele surge com times como o Flamengo, Ponte Preta, Palestra Itália e o Corinthians e se consagrou como o esporte favorito dos brasileiros.

O futebol arte inspirou gerações e o Brasil, nesse momento sublime de Copa do Mundo, deve não só a Pelé, mas a muitos jogadores que fizeram a população festejar nossas vitórias em Copas de Mundo.

Força Pelé! Aguarde o Hexa!

(Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do HojeDiario.com)

Deixe um comentário

Send this to a friend