“Quem fizer algo errado será convidado a deixar o governo”, diz presidente Lula em primeira reunião ministerial

PUBLICIDADE

Nesta sexta-feira (06), o governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva teve sua primeira reunião com seus ministros e fez um alerta dizendo que quem fizer algo errado será convidado a se retirar da composição governamental.
Ainda assim, o presidente disse que apoiará o trabalho dos chefes de pastas e pregou a diversidade de pensamento em seu governo.

A chamada de atenção vem em meio ao desgaste causado pela ministra do Turismo, Daniela Carneiro (União Brasil), após ser revelado que ela mantém elo com três políticos acusados de chefiar milicias no Rio de Janeiro.

Lula disse, porém, que dará apoio aos seus ministros durante toda a participação que tiverem durante o mandato.
“Estejam certos que eu estarei apoiando cada um de vocês nos momentos bons e nos momentos ruins. Não deixarei nenhum de vocês no meio da estrada, não deixarei nenhum de vocês. Vocês foram chamados porque têm competência, vocês foram chamados porque foram indicados pelas organizações políticas que vocês pertencem, e eu respeito muito isso”, afirmou.

Mas avisou que aqueles que não tiverem uma conduta correta serão retirados do governo, ainda que de forma educada.
“Quem fizer errado sabe que tem só um jeito: a pessoa será simplesmente, da forma mais educada possível, convidada a deixar o governo. E se cometer algo grave a pessoa terá que se colocar diante das investigações e da própria Justiça”, alertou.

O presidente ressaltou ainda a diversidade de pensamento dentro das equipes ministeriais e disse que todos devem trabalhar em prol do bem comum.
“Não somos um governo de pensamento único, de filosofia única, de apenas pessoas iguais. Somos um governo de pessoas diferentes. O que é importante é a gente, pensando diferente, fazer um esforço para que no processo de reconstrução desse país, pensemos igual”, disse.

Lula ainda ressaltou a necessidade do apoio ao Congresso e disse que em seu governo não haverá veto ideológico, mas sim diálogo com todos os deputados e senadores. Ele ressaltou que muito dos ministros vieram de indicações e acordos políticos e que isso é necessário porque não basta ter alguém gabaritado e não ter votos na Casa de Leis.
“É preciso que a gente saiba que é o Congresso que nos ajuda. Nós não mandamos no Congresso, nós dependemos do Congresso e, por isso, cada ministro tem que ter a paciência e a grandeza de atender bem cada deputado, cada deputada, cada senador, cada senadora que o buscar”, afirmou.

“Não tem veto ideológico para conversar e não tem assunto proibido em se tratando de coisas boas para o povo brasileiro. Então, eu quero que vocês saibam que vocês contem comigo porque eu tenho consciência que não é o Lira que precisa de mim, é o governo que precisa da boa vontade da presidência da Câmara. Não é o Pacheco que precisa de mim, é governo que precisa de um bom relacionamento com o Senado. E assim nós vamos governar esses quatro anos”, continuou.

Por fim, o presidente disse que este será o mandato de sua vida e ressaltou que tem uma obsessão por acabar com a miséria do povo brasileiro.
“Esse será o mandato da minha vida, todo mundo sabe que eu tenho obsessão para acabar com a fome e melhorar a saúde do povo. Porque eu conheço muita gente que morreu com receita no criado-mudo do lado da cama e não tinha R$ 50 para comprar um remédio”, destacou.

Lula disse ainda que o Brasil precisa dar um salto de qualidade e se tornar, de uma vez por todas, um país em desenvolvimento. “Nós precisamos de uma vez por todas dar um salto de qualidade no ensino fundamental e ensino básico. Nós temos que exportar conhecimento, exportar inteligência, importar coisa mais sofisticada com valor agregado para que esse país dê um salto, deixe de ser um país em desenvolvimento e passe, definitivamente, a ser um país desenvolvido, fazendo parte daqueles países que se orgulham de ter o seu povo tomando café, almoçando e jantando todo dia, de ter o seu povo com qualidade educacional, ter o seu povo com qualidade de vida, que é o que todos nós prometemos”, finalizou.

(com informações de Agência Brasil)

Participe do canal “Clube Hoje Diário” no Telegram, é totalmente grátis

Temos um convite para todos vocês que acompanham o site HojeDiario.com, conheça o canal “Clube Hoje Diário” no Telegram.
Lá, vocês terão acesso a notícias fresquinhas, vagas de emprego, informações sobre concursos públicos, entretenimento e muito mais.
Ofereceremos sorteios, promoções e cupons de descontos especialmente para membros do canal.
Lembrando, para participar do canal Clube Hoje Diário, É TOTALMENTE DE GRAÇA.
Para participar, basta você ter Telegram e acessar o link https://t.me/clubehojediario

Deixe um comentário

Send this to a friend