PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Em Suzano, clínica de reabilitação para dependentes químicos é interditada pela Vigilância Sanitária nesta segunda-feira (15)

Na manhã desta segunda-feira (15), a Vigilância Sanitária de Suzano interditou uma clínica de reabilitação para dependentes químicos localizada no bairro Chácara Ceres. A interdição ocorreu após uma fiscalização de rotina em que foram identificadas irregularidades.

Durante a vistoria, a equipe da Prefeitura de Suzano constatou que as receitas dos medicamentos administrados aos pacientes poderiam não ser autênticas. Além disso, foi observada a condição de debilidade de duas das 23 pessoas internadas.
Essas descobertas levaram à ação imediata das autoridades.

Os dois pacientes em pior estado de saúde foram encaminhados para a Santa Casa de Misericórdia de Suzano pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU). Os demais internos, totalizando 21 pessoas, foram preparados para retornar aos seus lares após contato com familiares e responsáveis.

A clínica já estava sob observação da Vigilância Sanitária desde o começo do ano devido ao estado precário de suas instalações e ao modo como os internos eram acolhidos. No início deste mês, suspeitas sobre a autenticidade das receitas de medicamentos psicotrópicos e de uso controlado começaram a ser investigadas, visto que estes eram retirados dos postos municipais de saúde.

Na operação desta segunda-feira (15), cinco agentes da Vigilância Sanitária e quatro da Guarda Civil Municipal (GCM), incluindo membros da Força Patrulha e do Comando Força Patrulha, participaram e deram suporte à ocorrência.
Dois funcionários da clínica presentes durante a fiscalização foram conduzidos à Delegacia de Polícia (DP) Central de Suzano. Os agentes aguardaram a perícia e, em seguida, também se dirigiram à unidade policial com os itens apreendidos para dar prosseguimento às investigações sobre a procedência das receitas e a possível ocorrência de crimes.