PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Rodrigo Ashiuchi afirma que priorizará volta às aulas presenciais, em Suzano, somente após a vacinação

Entrevistado pela jornalista Marilei Schiavi da rádio Metropolitana, nessa quarta-feira (13), o prefeito de Suzano, Rodrigo Ashiuchi afirmou ser contrário a volta às aulas enquanto não houver a vacinação possibilitando o retorno.
“Eu sou do setor educacional e creio que (o retorno às aulas) é importantíssimo. Mas eu também tenho que prezar pela segurança e pela saúde. Na minha concepção, os profissionais da educação deveriam ser colocados no grupo emergencial para vacinação. Porque como eu vou falar sobre vacinação sem falar sobre esse público (merendeiras, seguranças, pessoas de administração e profissionais da assistência social)?”, disse o prefeito.

Comentando sobre o assunto, destacou que o Alto Tietê teve quatro dias seguidos de alta nos casos de Covid-19 e internações.
“Como eu posso pensar em retorno às aulas quando existe alta nos números de infectados?”, questionou Ashiuchi.
O prefeito ainda disse que se reunirá com o governador de São Paulo, João Doria e com os outros prefeitos nesta quarta-feira para receberem diretrizes a respeito do retorno das atividades presenciais nas escolas.

Não procurando estabelecer datas, Ashiuchi disse que em “Suzano as aulas voltam mediante o início da vacinação”.
Ainda informou que o Condemat (Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê) encaminhou um pedido de compra de 320 mil doses da vacina para o Instituto Butantan, destinadas para profissionais da educação, das forças policiais e assistentes sociais do Alto Tietê.
“Que a gente possa ter sabedoria e calma. Para quem esperou tanto tempo, não custa esperar mais um pouco pela vacinação”, finalizou Ashiuchi.