PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Durante reunião com autoridades, Itaquaquecetuba anuncia instalação de câmeras de monitoramento em escolas municipais

PUBLICIDADE

O prefeito de Itaquaquecetuba, Eduardo Boigues anunciou, nesta sexta-feira (31), que todas as escolas municipais receberão câmeras de monitoramento, com o objetivo de aumentar a segurança dos alunos e profissionais da unidade.
Segundo a administração municipal, a licitação será publicada em abril. O anúncio aconteceu durante uma reunião entre autoridades de vários setores para discussão das ameaças de possíveis ataques em escolas públicas.
Além das câmeras nas unidades escolares, a Prefeitura afirmou que cerca de 200 câmeras serão instaladas em pontos estratégicos da cidade.

A reunião foi em conjunto com as polícias Militar e Civil, Diretoria Regional de Ensino, Promotoria de Justiça da Infância e Juventude e diretores das unidades de ensino do município.

A dirigente regional de ensino Núbia Ferreira de Melo (na foto acima, ao lado do prefeito Eduardo Boigues) esteve presente no local e afirmou que a escola é o ponto de escuta inicial da criança e do adolescente.
“Caso os funcionários da unidade percebam alguma atitude estranha ou suspeita, a direção precisa convocar os pais para um reunião e fazer um registro, um documento que é encaminhado para o Conselho Tutelar”, explica.

A partir desse registro, o Conselho investiga a situação da criança e faz o encaminhamento da criança para o acompanhamento psicológico ou para a assistência do Centro de Referência de Assistência Social (Creas).
“Além disso, é importante alertar a Polícia ou a Guarda Civil Municipal (GCM), para atuar em casos de violência, uso de entorpecentes e outros”, disse.

Melo ainda explica que o diretor da unidade de ensino precisa fazer o Boletim de Ocorrência (B.O.). Após isso, a situação é encaminhada para a dirigente de ensino, que agirá junto a Secretaria de Educação, para pensar em ações que podem ser realizadas a partir do registro inicial.
“Muitas vezes em uma situação de risco, como – por exemplo – briga entre alunos, o diretor corre para tentar parar o aluno e resolver a situação e os funcionários ficam sem saber o que fazer. Precisamos traçar um plano de contingência, para que fique definido o que cada funcionário irá fazer na escola em um momento de risco e, também, em momentos de “falso crime” – como a propagação de fake news sobre massacres nas escolas”, diz.

Além da instalação das câmeras, o prefeito Eduardo Boigues afirmou que será criado um grupo no WhatsApp como forma de agilizar a troca de informações e suporte entre escola, Prefeitura e Secretaria.

“No grupo estarão todos os diretores das escolas – municipais e estaduais – da cidade, integrantes da administração municipal, o comando da Polícia Civil e da Guarda Civil Municipal, dirigentes de ensino e representantes do conselho tutelar para que, caso alguma unidade esteja passando por alguma situação de risco, a representante da unidade já possa avisar no grupo e, prontamente, receberá o suporte necessário”, finaliza.

Participe do canal “Clube Hoje Diário” no Telegram, é totalmente grátis

Temos um convite para todos vocês que acompanham o site HojeDiario.com, conheça o canal “Clube Hoje Diário” no Telegram.
Lá, vocês terão acesso a notícias fresquinhas, vagas de emprego, informações sobre concursos públicos, entretenimento e muito mais.
Ofereceremos sorteios, promoções e cupons de descontos especialmente para membros do canal.
Lembrando, para participar do canal Clube Hoje Diário, É TOTALMENTE DE GRAÇA.
Para participar, basta você ter Telegram e acessar o link https://t.me/clubehojediario