PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Em Suzano, creche comunitária do Jardim Revista é alvo de furto na madrugada desta terça-feira (30) e crianças ficam sem aulas temporariamente

Uma creche comunitária, localizada no bairro Jardim Revista, em Suzano, foi alvo de furto na madrugada desta terça-feira (30). Imagens captadas pelo circuito interno de monitoramento de segurança do local registraram o momento em que um indivíduo invade a instituição e furta panelas, torneiras, câmeras e alimentos.
As atividades da instituição tiveram de ser suspensas temporariamente porque o furto comprometeu a alimentação das crianças atendidas no local.

Segundo a Prefeitura de Suzano, em contato com o portal HojeDiario.com, a Secretaria Municipal de Educação informa que a ação criminosa ocorreu por volta das 0h30 desta terça-feira (30). As imagens captadas mostram o suspeito invadindo a unidade pelo muro que faz limite com um terreno baldio.

Segundo as informações, o criminoso subtraiu panelas, torneiras, câmeras e alimentos. O sistema de alarme do local chegou a disparar, e a empresa responsável pelo monitoramento compareceu ao local minutos depois, contudo, o acusado conseguiu fugir e, até o momento, não foi localizado.
Pela manhã, a entidade responsável pela administração da instituição, a Associação de Apoio para Deficientes Visuais de Suzano (AADVIS), registrou um boletim de ocorrência no 2º Distrito Policial do Boa Vista.

As atividades realizadas na creche comunitária tiveram de ser suspensas devido à ação delituosa que comprometeu a merenda das crianças. Segundo a Prefeitura, a expectativa é que essas atividades sejam retomadas após o feriado do Dia do Trabalho, nesta quinta-feira (02).

A creche comunitária, Associação de Apoio para Deficientes Visuais de Suzano (AADVIS), situada no Jardim Revista, é responsável pelo atendimento de 277 crianças de 0 a 3 anos em tempo integral.
Os responsáveis pela instituição acreditam que se trate do mesmo indivíduo que invadiu o imóvel na madrugada da última quarta-feira (24). Na ocasião, o acusado subtraiu ventiladores, câmeras, fiação elétrica e torneiras.

Ainda em nota, a pasta afirma que está disponibilizando todo o apoio para AADVIS. A medida tem por finalidade garantir que os reparos e outras medidas sejam providenciados, de modo a garantir a segurança necessária e o pleno funcionamento da unidade.