Foto: Divulgação

Queridos não por ser padre, nem por ser católico. Mas posso lhes dizer que rezar acalma, fortalece e inspira. Quando estamos assombrados pelo pessimismo e pela ira. Nossos passos traçam um caminho de sofrimento e ruína. Nada vai pra frente nem o nosso olhar. As boas pessoas se afastam e as sombras do vazio se tornam as nossas companheiras.

Inegavelmente somos uma conjunção de matéria e espírito, mistério e física, luz e trevas, bem e mal. Em nós gravitam o universo que contemplamos, a centelha do Criador que adoramos e o mistério que buscamos. Essa complexidade, tal como uma enorme orquestra formada por pessoas e instrumentos diferentes, encontra sua sintonia e sinfonia a partir da oração que nos leva e eleva espiritualmente ao mundo de Deus e nos devolve espiritualizados ao mundo dos homens.

Quem ama e perdoa, está espiritualizado e concomitantemente humanizado. Jesus ensinou-nos a rezar e a amar. Essa correlação entre fé e ação, é o que garante a afinação perfeita da voz que agrada o Criador e toca os corações. A vida sem oração, ou como dizem os antigos, sem reza. É digna de pena, de dó! A vida sem amor é mordaça, é prisão, é morte! Rezar não é para os crentes, mas para quem sabe que não sabe tudo. O rio não corre pra trás.

Precisamos acompanhar o movimento, o ritmo da vida, tendo consciência que carregamos em nosso corpo um pouco de Deus, um pouco de mistério, um pouco de história. Se tentarmos compreender melhor a nós mesmos e os outros. Chegaremos a Deus. Deus vos abençoe, vos guie e vos guarde. Paz e saúde a todos.

(Esse texto não reflete, necessariamente, a opinião do HojeDiário.com)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui