Foto: Divulgação

O Pronto-Socorro público da Santa Casa de Misericórdia de Mogi das Cruzes pode fechar devido a um impasse com a Prefeitura da administração do local com a Prefeitura, segundo o jornal O Diário de Mogi.
A informação dada pelo jornal é que o hospital teria pedido um reajuste no valor do contrato.

Atualmente, a Santa Casa recebe R$ 1,24 milhão mensais para manter o posto de atendimentos urgentes. Esse valor já é 25% mais alto, se comparado ao contrato anterior, que era de R$ 992,9 mil. Para a renovação do contrato para 2022, o hospital solicitou um contrato de R$ R$ 3,6 milhões, um pouco menos que o triplo do montante atual.

O novo pedido, segundo o procurador jurídico do hospital, Marco Soares, é porque atualmente os gastos da instituição com o Pronto-Socorro são de R$ 1,5 a R$ 2 milhões ao mês. Atualmente, o local é mantido aberto graças a financiamentos bancários. Soares ainda disse que se não houver o reajuste no contrato, a Santa Casa não poderá mais prestar o atendimento de PS.

Secretaria Municipal de Saúde

Segundo informações de O Diário de Mogi, a Secretaria de Saúde de Mogi das Cruzes disse para chegar nos valores solicitados seria necessário a apresentação de um plano de trabalho por parte da Santa Casa, o que forçaria uma reformulação na administração do hospital.

De acordo com a pasta, caso a instituição não tenha interesse em renovar o convênio, a população não será prejudicada. Atualmente, porém, o PS realiza cerca de 7 mil atendimentos mensais. A Secretaria afirma que isso é apenas 75% do acordado, já que o contrato previa pelo menos 10.300 atendimentos por mês.

A Prefeitura de Mogi das Cruzes também afirmou, segundo o jornal, que solicitou diversas informações à Santa Casa, como uma demonstração analítica, detalhada em planilha com quantitativos e preços unitários da variação dos preços e/ou quantidades dos elementos que constituem os gastos do PS dentro do convênio, mas não obteve os dados necessários.

Marco Soares, porém, afirma que todas as informações exigidas já foram enviadas para a Prefeitura. Segundo ele, as conversas começaram em maio, mas o assunto não evoluiu. Até agora, segundo ele, não se sabe qual caminho a administração municipal tomará, mas acredita que o mais sensato é avançar nas tratativas.

(Matéria com informações do jornal O Diário de Mogi).

Participe do canal “Clube Hoje Diário” no Telegram, é totalmente grátis

Temos um convite para todos vocês que acompanham o site HojeDiario.com, conheça o canal “Clube Hoje Diário” no Telegram.
Lá, vocês terão acesso a notícias fresquinhas, vagas de emprego, informações sobre concursos públicos, entretenimento e muito mais.
Ofereceremos sorteios, promoções e cupons de descontos especialmente para membros do canal.
Lembrando, para participar do canal Clube Hoje Diário, É TOTALMENTE DE GRAÇA.
Para participar, basta você ter Telegram e acessar o link https://t.me/clubehojediario

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui