PUBLICIDADE

Estar à frente de um negócio é um ato desafiador, que muitas vezes deixa os empreendedores aflitos e com receios sobre seus futuros e de seus negócios. No entanto, boa parte das preocupações pode sem reduzidas se houver, além de organização, um planejamento financeiro sólido e realista que dê suporte ao empresário.

PUBLICIDADE

O primeiro passo para o plano financeiro ideal é ter um controle absoluto de todos os custos que o estabelecimento gera. Saber quanto é gasto de modo diário, semanal e mensal com transporte de material, entregas, compra de insumos, gastos com contas fixas e variáveis, salários e bonificações, manutenção predial, marketing, entre outros, é essencial. Com esses dados, é possível ter um panorama geral do funcionamento do negócio, o que pode ajudar a ver novas possibilidades de amadurecimento e para se fortalecer no mercado.

Com as contas na ponta do lápis, é importante colocar tudo em uma planilha digital. Desse modo, podem ser feitas comparações entre os gastos de cada período de modo fácil e rápido. Para ajudar nessa etapa, existem plataformas como o Google Planilhas, por meio da nuvem de arquivos, ou pelo já conhecido e muito tradicional, Microsoft Excel, que oferecem boas ferramentas e de modo intuitivo, o que facilita até para quem não tem conhecimento profundo nos programas.

Feita a compilação e organização de dados, é chegada a hora de estabelecer quais as ações e medidas necessárias para garantir uma evolução no negócio. O plano de ações é amplo. Pode incluir desde um corte nos custos para otimizar o capital da empresa, até uma troca nos fornecedores visando ofertar um produto melhor ao consumidor final. As ações devem ser determinadas pensando em benefícios imediatos e a longo prazo. Investir em mídias sociais, por exemplo, pode auxiliar no crescimento do negócio a longo prazo, enquanto expandir a gama de produtos e fornecedores, pode atrair clientes de imediato.

O plano financeiro também é ótimo para criar estratégias de gestão de crise. Se um mês obtiver um lucro menor, caso aconteça uma mudança inesperada para um novo local, um funcionário se desligue ou houver a necessidade de contratar um novo colaborador, com a organização das finanças é possível deixar reservas de emergência voltadas para a resolução de tais cenários fora do comum. Como já dizia o ditado, “é melhor prevenir do que remediar”.

Empreendimento é um meio que exige muito planejamento, pulso firme e um amplo senso de organização. Seja pelo plano financeiro, estabelecimento de metas, desenvolvimento de colaboradores e trabalho em equipe, entre outras ações, é preciso estar preparado para tudo e não desistir caso surjam as dificuldades. Quanto maior o investimento, maior a chance de sucesso, então arriscar (de maneira planejada, sem fazer loucuras mal pensadas) pode ser a melhor forma de se fixar no mercado e captar a atenção da sua clientela.

(Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do HojeDiario.com)

PUBLICIDADE

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui