PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Médica de Mogi das Cruzes é eleita presidente da Associação de Medicina de Emergência

Maria Camila Lunardi, médica de Mogi das Cruzes, foi eleita a nova presidente da Associação de Medicina de Emergência (ABRAMEDE). Com uma expressiva vitória de 76% dos votos válidos, ela assumirá o cargo em 1º de janeiro de 2024.
Atualmente ocupando o posto de segunda tesoureira na gestão do presidente Hélio Penna Guimarães, Lunardi se destacou na eleição que contou com a participação de duas chapas.

Com a nova responsabilidade, a médica mogiana focará em expandir o número de especialistas em pronto-atendimento no Brasil, especialmente em serviços pré-hospitalares. Atualmente, o número de médicos emergencistas é limitado em algumas regiões, onde alguns estados contam com apenas um ou dois especialistas. Geralmente, esses serviços são realizados por profissionais de outras especialidades médicas.

A especialidade médica de emergencista é relativamente nova, tendo sido oficialmente reconhecida pelo Conselho Federal de Medicina e Associação Médica Brasileira apenas em setembro de 2015. Desde então, a formação desses profissionais e a disponibilização de residências médicas se tornaram possíveis, contribuindo para a profissionalização na área.

Um dos projetos de Lunardi durante seu mandato inclui a abertura de regionais da ABRAMEDE em todos os estados brasileiros, com ênfase nas regiões mais distantes das capitais. Outra meta é promover a educação continuada na especialidade, com mais cursos de pós-graduação e a inclusão da formação de médico emergencista como pré-requisito em concursos futuros.

Nascida em 1979 na Maternidade Mãe Pobre, em Mogi das Cruzes, Lunardi se formou em medicina pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC) em 2003. Ela tem uma carreira notável como médica intensivista e professora, atuando no Hospital Santa Marcelina e na Faculdade de Medicina Santa Marcelina desde 2014.

A ABRAMEDE, fundada em 2008, desempenha um papel fundamental na promoção de cursos, eventos e debates para profissionais do setor de pronto-atendimento.
A associação também atua junto ao Conselho Federal de Medicina em resoluções sobre a Medicina de Emergência, buscando reconhecimento e regularização da especialidade.