Homem é acusado de matar cunhado com três tiros em Mogi das Cruzes; “brincadeira” teria sido o motivo do homicídio

Na tarde do último domingo (07), um homem foi preso em flagrante, apontado como autor do homicídio de seu próprio cunhado, com três disparos de arma de fogo, em Mogi das Cruzes.
Segundo o Boletim de Ocorrência (B.O.), o crime teria ocorrido por motivo fútil. O suposto autor não teria gostado de “brincadeiras de empurrões” entre sua irmã e a vítima.

Segundo a testemunha, companheira da vítima e irmã do acusado pelo crime, moradora do bairro Conjunto Santo Ângelo, em Mogi das Cruzes, os dois não tinham uma boa relação e já não se falavam por desavenças antigas. Após vê-la sendo empurrada pelo marido, o irmão saiu da residência furioso interpretando que ela havia sido agredida, mesmo ela alegando não ter sido machucada.

Ainda conforme o B.O., no mesmo dia, o homem encontrou o cunhado em um bar ao lado da casa e deu três disparos de arma de fogo na vítima, que morreu no local. Após o homicídio, o acusado entrou em um automóvel e fugiu, jogando o revólver calibre 38 em um lago da Estrada das Varinhas.

O homem seguiu para Suzano, onde foi abordado por policiais militares no bairro Vila Amorim e confessou ter matado o cunhado e dispensado a arma no lago.
O caso foi registrado na Delegacia de Polícia de Suzano como homicídio qualificado, porte ilegal de arma e fraude processual. O acusado ficou à disposição da Justiça.