Foto: Divulgação/Governo do Estado de São Paulo

O governador João Doria anunciou nesta quarta-feira (12) a recomendação da redução de capacidade máxima de público em evento com aglomerações para 70% do total, assim como a exigência do comprovante de vacinação com duas doses.
A medida é uma resposta a alta do número de casos de coronavirus (Covid-19), no estado de São Paulo, nos últimos dias.

Atualmente, o estado não possui qualquer tipo de restrição de público, podendo todos os eventos esportivos, musicais, shows, baladas e festas de grande porte receberem 100% da sua capacidade máxima, desde que respeitem o uso obrigatório de máscara, o que muitas vezes não é fiscalizado da maneira correta.

Segundo Doria, a recomendação foi dada pelo Comitê Científico de Combate à Covid-19. O coordenador executivo do órgão, João Gabbardo, disse que a decisão de seguir ou não a recomendação, ficará sob responsabilidade dos municípios.

“A sugestão do governo do estado para os municípios é que faça redução de 30% na capacidade de público nesses eventos, mas deixa em aberto que isso fica a critério dos municípios, dependendo da situação epidemiológica dos municípios, esse percentual pode ser alterado para mais”, disse Gabbardo. Ele ainda disse que a recomendação não é definitiva. “Trabalhamos em cima da realidade do momento. As recomendações têm que ser proporcionais a que estamos vivendo. É definitivo? Vamos examinar a realidade e os números a cada semana”, completou.

No caso do futebol, a Federação Paulista de Futebol deverá tratar a sugestão como determinação. A partir do dia 23 de janeiro, data do início do Campeonato Paulista, os clubes de São Paulo deverão reduzir seu público em estádios para 70% da capacidade. A medida não englobará os jogos da Copa São Paulo de Futebol Júnior, que já teve início neste ano.

Alta nas Internações

São Paulo teve uma alta recente no número de pessoas internadas em Unidades de Terapia Intensiva (UTI). Segundo o governo, em 14 dias, houve uma alta de 58%, passando de 1.096 pessoas internadas para 1.727. Já no caso nas enfermarias, o aumento foi de 99%, passando de 1.712 pessoas para 3.413.

Nesta quarta-feira (12), o estado registrou uma ocupação de 39,01% nos leitos de UTI. Apesar dos altos números, o secretário de Saúde, Jean Gorinchteyn, disse que a condição clínica dessas internações não é tão ruim quanto as do momento mais grave da pandemia.

“Precisamos observar que a condição clínica dos internados agora é muito menos grave e o tempo de internação muito mais curto em relação ao que víamos antes da vacinação”, disse Gorinchteyn. Já João Gabbardo mostrou preocupação ao falar dos números. “O número de pessoas que se infectam ainda é elevado e o número de internações, mesmo que não seja com tanta gravidade como no início da pandemia, também é muito elevado”, comentou.  

(Matéria com informações do jornal Estado de São Paulo)

Participe do canal “Clube Hoje Diário” no Telegram, é totalmente grátis

Temos um convite para todos vocês que acompanham o site HojeDiario.com, conheça o canal “Clube Hoje Diário” no Telegram.
Lá, vocês terão acesso a notícias fresquinhas, vagas de emprego, informações sobre concursos públicos, entretenimento e muito mais.
Ofereceremos sorteios, promoções e cupons de descontos especialmente para membros do canal.
Lembrando, para participar do canal Clube Hoje Diário, É TOTALMENTE DE GRAÇA.
Para participar, basta você ter Telegram e acessar o link https://t.me/clubehojediario

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui