PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Suzanense e morador da cidade, jogador Jonatas Barbosa leva seu time ao acesso à Série A1 do Campeonato Paulista

Suzanense e morador da cidade, Jonatas Barbosa Rodrigues tem 30 anos e é um jogador de futebol profissional que conquistou algo que poucos conseguem: ele marcou seu nome na história do clube em que joga, ao conquistar o acesso à Série A1 do Campeonato Paulista de 2025, com o Esporte Clube Noroeste de Bauru, após 13 anos.
Ao portal HojeDiario.com, ele contou um pouco da emoção de conquistar isso com o time do interior.

Ele atua como volante desde o início da carreira, começada nas categorias de base do Vasco da Gama. Nascido na Santa Casa de Misericórdia de Suzano, ele se mudou jovem para o bairro de Itaim Paulista, na cidade de São Paulo. Mas seu amor pela cidade nunca passou, e voltou para cá após casar, morando no bairro Parque Santa Rosa.

“Representar a cidade de Suzano para mim é uma honra. Nasci na Santa Casa, e hoje tenho residência em Suzano, minhas filhas estudam em Suzano, minha família vive em Suzano. É uma responsabilidade muito grande levar o nome da cidade para o resto do estado de São Paulo. Graças a Deus, tenho sido abençoado, alcançado conquistas relevantes no cenário do futebol paulista”, destacou.

Atuou por muitos anos no Vasco, do Rio de Janeiro, tendo sido emprestado para alguns times do Sudeste, como Boa Esporte e Boavista. Em 2017, chegou ao Noroeste, voltando a morar em São Paulo. Foi negociado com a Portuguesa, mas voltou ao clube em 2019, onde começaria, de fato, a trajetória que mudaria sua história dentro do time.

Em 2024, começaram a disputa do Campeonato Paulista Série A2 de modo tímido e um pouco irregular. A fase classificatória foi dura. Com muitos empates, o time tinha apenas 15 rodadas para avançar de fase. De repente, uma derrota pesada, de 5 a 2 para o XV de Piracicaba.

“Nosso maior desafio foi o jogo contra o XV de Piracicaba. Tivemos uma derrota atípica e amarga, mas ali foi a nossa virada de chave”, disse Jonatas. A luta pela classificação foi constante e só veio na última rodada, na vitória por 5 a 1 sobre o Taubaté.

No mata-mata, primeiro passaram pelo São Bento, conseguindo decidir fora de casa a classificação para a semifinal. O adversário seria a Portuguesa Santista, que havia eliminado o forte XV. Quem passasse para a final, já estava classificado para a primeira divisão paulista.

Os dois jogos foram disputados, com dois empates; o primeiro por 0 a 0 e o segundo por 1 a 1, levando a decisão para os pênaltis. A disputa acirrada continuou, com ambos os times acertando as três primeiras cobranças. A Portuguesa, porém, perdeu a quarta cobrança, enquanto o Noroeste converteu o quarto pênalti. Novamente, o time santista perdeu, sagrando a classificação do time do interior.

No retorno para casa, a festa era toda do time. Mais de duas mil pessoas estiveram na Praça do Avião, em Bauru, para recepcionar o time. Foi o maior jejum de acesso da história do clube. Para Jonatas, o momento foi mais que especial.

“Fazer parte desse momento na história do clube é algo único, que me dá bastante alegria e gratidão”, disse. Apesar da emoção, a conquista não foi uma grande surpresa. “O planejamento do clube foi feito visando o acesso. Sabíamos que seria um ano vencedor, por tudo que fizemos nas temporadas anteriores”, destacou.

Agora, eles se preparam para enfrentar o Velo Clube, cujo primeiro jogo será nesta quarta-feira (10), no estádio Alfredo de Castilho, em Bauru.
“Estamos focados para essa final. Já conhecemos a excelente equipe do Velo Clube e, se Deus quiser, sairemos campeões”, declarou.

A segunda partida, que definirá o novo campeão, será no dia 13 de abril, no estádio Benitão, em Rio Claro.
Além do resultado, Jonatas já sonha com a próxima temporada.
“A expectativa é de renovação contratual, para ajudar o clube a manter-se na elite do Paulistão e retornar ao cenário nacional”, finalizou.